Notícias

Disfagia pós-extubação: idade importa.
Pela Editoria de Terapia Intensiva. Tsai e colaboradores procuraram responder se a disfagia pós-extubação é tempo dependente e se sofre interferência da idade. Para tanto, investigaram 151 pacientes de terapia intensiva adultos com ≥20 anos e com tempo de intubação > 48h, sem...
RISCO NUTRICIONAL NO PACIENTE PEDIÁTRICO
Editoria de Pediatria Apesar de a desnutrição ser comum em crianças hospitalizadas, protocolos de avaliação de  risco nutricional não são rotineiramente instituídos em unidades hospitalares pediátricas.  Estudo australiano publicado no Journal of Parenteral and Enteral Nutrition (2016) avaliou uma  ferramenta de rápida aplicação, simples e específica para pacientes pediátricos hospitalizados,  denominada Pediatric Nutrition Screening Tool (PNST). Esta foi baseada na Avaliação Subjetiva  Global (ASG) pediátrica e avaliação antropométrica e é composta por 4 perguntas simples. Foi  evidenciado que a PNST apresentou boa sensibilidade e especificidade se comparado a ASG  (77,8% e 82,1%, respectivamente), sendo uma ferramenta de opção para a aplicação em  Pediatria.  Assim, para detecção do risco nutricional, o PNST se mostrou efetivo, constituindo  uma alternativa aos questionários STAMP (Assessment of Malnutrition in Pediatrics) , STRONG  kids (Screening Tool Risk on Nutritional status and Growth) e PYMS (Paediatric Yorkhill  Malnutrition Score).  Referência: White M et al. Journal of Parenteral and Enteral Nutrition 2016; 40(3):392 –398.  Nathalia Ferreira Antunes de Almeida Nutricionista Docente no Curso de Nutrição - FMP/FASE Mestre em Nutrição Clínica UFRJ Especialista em Terapia Nutricional (UERJ) Pesquisadora...
Gasto calórico na NPT domiciliar
Neste estudo com pacientes com quadro de falência intestinal, as equações que melhor se correlacionaram com o gasto medido na calorimetria foram a equação de Harris-Benedict e a equação de Johnstone. Apesar da significância estatística, é importante lembrar que o...

Patrocinadores