Origens do termo “Recuperação Nutricional”

Curta e Compartilhe

O termo “reabilitação nutricional” apareceu pela primeira vez em um editorial do British Medical Journal, de 28 de feveriro de 1948 (pág. 398 e 399), na sessão opinião pública, sem autoria definida. No texto, a acepção tomada foi bem diferente da atual, e abrangia aspectos políticos e de saúde pública. Mencionou-se a importância de levar comida aos estômagos vazios no pós-guerra [estamos no ano de 1948] até mesmo como uma ferramenta para a manutenção da paz. O aporte calórico deveria ser feito primeiro através de alimentos vegetais – menor custo e maior facilidade de produção – e posteriormente, alimentos de origem animal.
As plantações de cenoura cresceram para que houvesse maior disponibilidade de vitamina A para a população. Mulheres gestantes ou lactentes e crianças deveriam ganhar mais leite. Trabalhadores braçais deveriam receber refeições extras, pois “seus esforços são importantes para a economia do país”.

Devemos lembrar que a Terapia Nutricional Parenteral e Enteral é a ponta da pirâmide de intervenções nutricionais. Esquecer-se disso é subestimar a importante área do conhecimento que é a Nutrição Clínica.

Joan Emmanuelle Amato
Médica Intensivista
Pós-graduação em Medicina do Exercício e do Esporte
Especialista em Nutrologia (TE-ABRAN)

Comentários